NOSSA HISTÓRIA

2000: o ano que tudo começou…

Nossa história começa no ano de 2000 quando os colaboradores do grupo Centroflora de Botucatu, Sidir da Silva Junior e Ciro Croce iniciaram ações de incentivo a reciclagem de resíduos sólidos e conservação da natureza. Destas atitudes surgiram os primeiros projetos: o Coleta Legal, que estimulava, por meio de premiações, a separação e entrega dos resíduos sólidos; o A Escola vai a Mata que desenvolvia trilhas de sensibilização com a natureza; o Córrego Ferreirinha para recuperação da mata ciliar e o Centrofauna – centro de reabilitação de animais silvestres. Em 2001 as iniciativas aumentaram e surgiram os projetos Replantando para a Vida e Quintal Verde, trazendo o olhar social da colaboradora Marilda Petrechen.

Discurso de Peter Andersen, presidente da Centroflora na cerimônia de inauguração.

Cerimônia de inauguração do Instituto Floravida.

Em 2002, ganhamos uma sede na Unidade II do Grupo Centroflora em Botucatu, em meio a um fragmento de transição de Cerrado e Mata Atlântica, e nos consolidamos como organização socioambiental sem fins econômicos. Assim, em outubro nascia o Instituto Floravida, criado e mantido pelo grupo Centroflora com o objetivo de fomentar o desenvolvimento socioambiental das comunidades locais onde a empresa atua e também como vertente do estratégico programa “Parcerias Para Um Mundo Melhor”. Ainda neste ano, começa o Programa Adolescer, atendendo adolescentes em situação de vulnerabilidade social através de oficinas socioeducativas, na Zona Norte do Município de Botucatu.

Equipe 2019

Em 2003, a filial do grupo Centroflora em Parnaíba, PI, dá seus primeiros passos socioambientais com o programa Tremembés (constituído pelos projetos Gol pra Vida e Cantar para Encantar) e o projeto Pró-Saúde. Em Botucatu, além dos projetos já desenvolvidos, surgem os projetos Reciclando Alimentos, Cuesta Botucatu, Práticas Sustentáveis. É iniciado o projeto Mata Grande, que atendia 60 famílias do assentamento homônimo, no município de São Domingos, GO.

Ao longo da nossa trajetória, alguns projetos e programas surgiram e partiram de acordo com as necessidades das comunidades, alguns com ações mais pontuais outras contínuas:

2004

Em 2004 começa a atuar em Botucatu, o projeto Agro-Transfer que tinha o objetivo de capacitar professores e estudantes de Escolas Técnicas Agrícolas do estão de São Paulo.

2005

Nos anos seguintes fechamos importantes parcerias: 2005: Prever, Irizar, S.A. Imóveis e Unimed; 2006: CMDCA (Conselho Municipal da Criança e do Adolescente); 2007: CMAS (Conselho Municipal de Assistência Social);

2007

Ainda em 2007, o Instituto Floravida inicia uma segunda fase sob a gestão da presidente Marilda M. P. Petrechen e passou a participar dos Conselhos Municipais.

2008

Em 2008 o Projeto Jaborandi abre as atividades do Programa de Uso Ético da Sociobiodiversidade que realiza ações pela conservação e valorização da sociobiodiversidade.

2009

Em 2009 nasceu o Programa Farmácia Viva, em Parnaíba, PI.

2010

Em 2010, o Projeto Crescer Seguro, criado em 2008, passa a fazer parte do Instituto Floravida.

2011

Em 2011, a filial de Parnaíba adquire seu próprio CNPJ. E adquirimos o título de Utilidade Pública Federal, em 29 de abril.

2013

Em 2013 Participação no Conselho Municipal de Parnaíba e título de Utilidade Pública Estadual em 29 de julho.

2014

Em 2014 o Instituto Floravida completa 12 anos e inicia seu 3º ciclo sob a gestão da Diretora Presidente Candice Baldoni. Em 29 de maio fomos contemplados com o título de Utilidade Pública Municipal.

2015

Em reconhecimento à atuação do Instituto no âmbito da Assistência Social, em 2015 o Floravida recebeu o Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social.

2016

Em 2016 o Floravida passa a desenvolver iniciativas socioambientais com os agricultores familiares que cultivam passiflora para a Centroflora em Botucatu, fortalecendo ainda mais o comprometimento do Instituto com o Programa Parcerias por um Mundo Melhor.

2017

A parceria entre Floravida e Givaudan vem se fortalecendo ano a ano, para em 2017 abranger também a Givaudan Foundation e Active International. Em 2017 os Convênios com a Prefeitura Municipal trouxeram um montante ainda maior de recursos, acompanhando os desafios de ampliar o atendimento social do Adolescer. Houve assinatura de convênio com o Governo do Estado através do Departamento de Assistência Social que, associado ao fortalecimento da parceria com o Departamento de Fauna via Centrofauna, consolidou o vínculo do Instituto com as Políticas Públicas estaduais de proteção à criança e ao adolescente, proteção à fauna e direitos humanos.

2018

O ano de 2018 trouxe a primeira captação de recursos por Leis de Incentivo Fiscal, através da Secretaria Estadual do Esporte Estado de São Paulo, cujo projeto foi 100% incentivado pelo Laboratório Ache e possibilitou que oficinas de capoeira e futebol fossem implantadas no Programa Adolescer. A Fundação Banco do Brasil apoiou a execução do Projeto Jequitibá, iniciativa do Programa a Escola vai a Mata que beneficia idosos com atividades de promoção a saúde e bem-estar por meio da Educação Ambiental. O Floravida atinge a marca de 30 funcionários, com a contratação da equipe que trabalhara a partir de 2019 no Projeto de Alfabetização no Baixo Sul da Bahia, beneficiando os produtores vinculados ao Programa de Valorização do Guaraná da Mata Atlântica.

Inauguração do Programa Centrofauna.

Ainda em 2007, o Instituto Floravida inicia uma segunda fase sob a gestão da presidente Marilda M. P. Petrechen.

Equipe 2015

Equipe 2017

Sede Instituto Floravida

Equipe 2019

Em 2014 o Instituto Floravida completa 12 anos e inicia seu 3º ciclo sob a gestão da Diretora Presidente Candice Baldoni.

NOSSOS
PROGRAMAS

Nossa missão é contribuir para um mundo melhor. Conheça nosso trabalho: