MARÇO

2019

O educador de capoeira observou que os alunos que não se sentem dentro de um padrão corporal imposto pela sociedade, não se mostraram interessados em participarem da atividade corporal. Então, depois de um estudo, o educador exibiu vídeos de grupos famosos de capoeira, onde pessoas de todas as alturas, pesos e até mesmo deficientes, participam e interagem com o grupo.

Para ajustar algumas avaliações negativas que o educador constatou nas partidas, foram realizadas rodas de conversa sobre violência, cooperação e toques de bola. Além das partidas, os alunos treinaram chutes e defesas de várias partes do campo.

Na oficina de cidadania, a assistente social voltou a trabalhar com o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), para que um estudo mais profundo fosse feito e discutido com os alunos. No primeiro momento, a mediadora trabalhou palavras chaves do ECA, utilizando tarjetas de papel, para que os alunos pudessem diferenciar os direitos e os deveres de cada um.

Empresas parceiras do Programa: